<< Voltar

O Dinheiro
 BotaoDicasFin

Nos tempos das cavernas, como ainda não havia dinheiro, os homens trocavam mercadorias entre si, em trocas conhecidas como escambo. Por exemplo: quem plantava maçã trocava diretamente as maçãs que colheu por algo que outra pessoa produziu.

Com o crescimento da troca entre os povos, os homens começaram a utilizar o ouro e a prata para facilitar o comércio. Mas imagine: ouro e prata são metais, não era fácil, nem prático carregá-los por aí de um lado pro outro.

Daí surgiram as primeiras moedas, que eram peças de ouro ou prata que tinham inscritos seu peso e valor. Mas carregar as moedas também era perigoso, havia ladrões nas estradas. Os comerciantes, então, resolveram guardar na casa de quem sabia como cuidar do ouro: o ourives.

O ourives, por sua vez, ao aceitar guardar as moedas de um comerciante, dava em troca um recibo com o valor ali guardado. Esse recibo acabou sendo negociado diretamente no mercado, uma vez que representava a existência de um bem: o ouro e a prata guardados com o ourives. Com o tempo as pessoas passaram a ter confiança em negociar esse recibo e passaram a utiliza-los nas suas transações comerciais. Estava criado o chamado papel moeda, que a gente conhece hoje como dinheiro.

E a loja do ourives? Foi ela a origem da idéia de banco que você conhece hoje.

 PXL1WEB00507_www-externo-4
© Banco do Brasil  

Carregando ...